O clareamento genital é mais uma novidade da estética íntima.

Por a pele dessa região ser mais fina, com o atrito do movimento, a depilação da região e até questões hormonais e metabólicas fazem com que haja uma produção maior de melanina, aumentando a pigmentação dessa área. O resultado é uma tonalidade mais escura na virilha e região íntima.

Entre as possibilidades de tratamento de clareamento, está o uso de cremes a base de hidroquinona. Mas, não basta sair comprando em uma farmácia e aplicar. O clareador precisa ser prescrito por um médico, já que a dosagem errada pode causar alergias e até manchas. Além disso, a hidroquinona só pode ser usada por um determinado período. Alguns estudos relacionam o uso a longo prazo da substância com câncer.

Outros clareadores também podem ser usados como os ácidos kójico, fítico e fólico, porém têm ação mais lenta que a hidroquinona.  

Para quem não tem a disciplina diária da aplicação dos cremes, já dispomos de lasers para mesma função. São usados lasers redutores de pigmentos associados à peeling ou lasers fracionados ablativos e não ablativos com baixa fluência.

Agende uma consulta para discutirmos a melhor opção no seu caso.

___

Drª Caroline Obrali – Ginecologista Curitiba

📌CRM/PR 25922 | RQE 1931

📱41. 3533-6349

📍R. Buenos Aires, 466 – Sala 84

Deixar seu comentário

Responsável Técnico:

Dra. Caroline Wall Obrali - Ginecologista
CRM/PR 25922 | RQE 1931

Todo conteúdo deste site tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação.
Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

No images found!
Try some other hashtag or username

Combustiva © 2021. Todos os Direitos Reservados.