Oi meninas! Alguma de vocês já conhece o laser genital? Pois é, precisamos falar sobre isso! Primeiro de tudo, é preciso entender que esse não é um procedimento estético, ele tem indicação para tratar problemas sérios e melhorar a qualidade de vida da mulher.

A principal indicação do laser genital é no tratamento da síndrome genito-urinária da pós-menopausa.

Já sabemos que a menopausa é uma fase em que a mulher enfrenta muitas mudanças e a região íntima sente bastante os efeitos disso. Nessa fase a mucosa da vagina fica fina, seca, quebradiça, por isso é comum que nas relações sexuais a mulher sinta ardência e coceira. O ambiente também se torna mais ácido, causando um desequilíbrio da flora local, deixando-o mais propenso a infecções e mudanças de odor. E para somar a isso, a queda na produção de colágeno gera flacidez que pode resultar até mesmo em uma incontinência urinária.

Para tratar tanta coisa ao mesmo tempo, a tecnologia do laser estimula a produção de colágeno, a formação de novos vasos sanguíneos e outras substâncias que ajudam a hidratar a região através de ondas de calor que atingem as camadas mais profundas da pele. Entre os benefícios desse procedimento estão também um maior espessamento e firmeza para a mucosa, mais lubrificação na região e diminuição das bactérias nocivas.

Com isso, a mulher consegue sentir mais prazer nas relações sexuais, impactando sua auto-estima e qualidade de vida. Ficou interessada? Então, converse com seu ginecologista para saber mais sobre o assunto.

___

Drª Caroline Obrali

📌Ginecologista

📌CRM/PR 25922 | RQE 1931

📱41. 3533-6349

📍R. Buenos Aires, 466 – Sala 84

Deixar seu comentário

Responsável Técnico:

Dra. Caroline Wall Obrali - Ginecologista
CRM/PR 25922 | RQE 1931

Todo conteúdo deste site tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação.
Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

No images found!
Try some other hashtag or username

Combustiva © 2020. Todos os Direitos Reservados.